Adubação de manutenção em videiras cv. Bordô utilizando-se cinzas vegetais e esterco bovino em sistema orgânico

Autores

  • Rafael Piva Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Renato V. Botelho Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Marcelo M. L. Müller Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Ricardo A. Ayub Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Adamo D. Rombolà Università di Bologna

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v9i2a3950

Palavras-chave:

adubação orgânica, agroecologia, nutrição mineral, Vitis labrusca

Resumo

Este experimento teve como objetivo avaliar os efeitos da aplicação em cobertura de diferentes doses de cinzas vegetais e esterco bovino, no desenvolvimento e na produção de videiras cultivar Bordô. As doses utilizadas foram 0, 750, 1.500 e 2.250 g planta-1 de cinzas vegetais e 0, 5, 10 kg planta-1 de esterco bovino em esquema fatorial 4 x 3 (doses cinzas x doses esterco). Em dois anos de experimento foram avaliados o diâmetro de ramos e do tronco, o índice de área foliar, a produtividade, o peso médio dos cachos, o número de cachos e os teores foliares de macro e micronutrientes. Houve efeitos positivos dos tratamentos para todas as variáveis estudadas sem, contudo, alterar o status nutricional da planta em termos de teores foliares dos elementos. De modo geral, a dose de 5 kg planta-1 de esterco acrescido de 1.500 g planta-1 de cinzas vegetais permitiu, para a maioria das variáveis obter os melhores resultados com incrementos no índice de área foliar (38-71%) e na produtividade (106-167%). As duas fontes podem ser usadas de maneira a suprir as exigências nutricionais de videiras em produção necessitando, porém, de uma suplementação com outras fontes.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Edição

Seção

Agronomia