Aspectos fisiológicos e bioquímicos de mudas de tomateiro tratadas com proexadiona cálcica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v16i2a8652

Palavras-chave:

enzimas antioxidantes, fluorescência, crescimento, Solanum lycopersicum L.

Resumo

O objetivo do trabalho foi estudar os efeitos de diferentes concentrações do regulador vegetal proexadiona cálcica (ProCa) no controle do crescimento de mudas de tomateiro. O experimento foi conduzido no viveiro de mudas florestais da Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Campus de Botucatu–SP. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, composto por cinco tratamentos: 0, 50, 100, 200 e 400 mg de ingrediente ativo (i.a.) de ProCa, com quatro repetições de 30 mudas cada. Os tratamentos foram aplicados com pulverizador manual de CO2 quando as mudas completaram 20 dias após a semeadura. Dez dias após a aplicação dos tratamentos foram realizadas análises de crescimento das mudas, índice SPAD, trocas gasosas, fluorescência da clorofila a e análises bioquímicas. Pelos resultados obtidos foi possível concluir que as concentrações de ProCa inibiram o crescimento das mudas, não comprometendo o funcionamento de seu aparato fotossintético.

Downloads

Publicado

2021-06-08

Edição

Seção

Agronomia