Distribuição espacial de Pratylenchus brachyurus em área de soja no Leste do Maranhão

Autores

  • José Roberto Brito Freitas Universidade Federal do Maranhão
  • Daniel De Bortoli Teixeira Universidade de Marília
  • Mara Regina Moitinho Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais
  • João Fernandes da Silva Júnior Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Diego Silva Siqueira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Bruno Flávio Figueiredo Barbosa Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Pedro Luiz Martins Soares Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Gener Tadeu Pereira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v14i1a5627

Palavras-chave:

anisotropia, geoestatística, nematoides

Resumo

O nematoide das lesões radiculares, Pratylenchus brachyurus, é autóctone da região dos cerrados do Brasil. As plantas de soja são excelentes hospedeiras desse nematoide e o avanço desta sobre áreas do Cerrado, fez com que esse fitoparasita se tornasse o mais frequente. Neste estudo, objetivou-se avaliar a distribuição espacial de P. brachyurus e sua influência na produtividade da cultura da soja no Leste do Maranhão. Para tal, foi conduzida uma amostragem em 142 pontos georreferenciados distribuídos em uma área de 180 × 180 m. Foram coletadas amostras de planta e solo, sendo os nematoides extraídos e contados. Os padrões espaciais foram estimados utilizando análises geoestatísticas. Modelos exponenciais anisotrópicos foram ajustados para todas as variáveis estudadas com alcances maiores na direção do preparo do solo e plantio (135º). O aumento da população de nematoides, bem como seu padrão espacial, relacionou-se com a presença de raízes da planta hospedeira no solo. A direção do preparo do solo e plantio da cultura influenciaram na distribuição dos nematoides na área, sendo o principal fator controlador do padrão espacial dos mesmos.

Downloads

Publicado

2019-03-31

Edição

Seção

Agronomia