Qualidade da biomassa em híbridos de capim-elefante para fins energéticos

Autores

  • Liliane Barroso de Sousa Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Rogério Figueiredo Daher Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Bruna Rafaela da Silva Menezes Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Erina Vitório Rodrigues Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Embrapa Agrossilvipastoril
  • Geraldo de Amaral Gravina Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Antônio Vander Pereira Embrapa Gado de Leite

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v11i2a5370

Palavras-chave:

bioenergia, cinzas, Pennisetum purpureum

Resumo

Além do uso como forrageira, o capim-elefante vem sendo utilizado como fonte de energia alternativa. Isso se deve pela sua alta capacidade de produção de biomassa. É desejável que essa biomassa tenha alto teor de fibras e baixo de cinzas, por isso há necessidade de se obter materiais genéticos com essas características. Com isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar as características químicas dos híbridos de capim-elefante e dos seus genitores para produção de biomassa energética. O experimento foi conduzido na Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro, localizada em Campos dos Goytacazes, nos anos de 2011 e 2012. Foram efetuados dois cortes onde foram avaliadas: Porcentagem de cinzas (%CIN); fibra de detergente neutro (%FDN) e ácido (%FDA); celulose (%CEL); hemicelulose (%HEM); e lignina (%LIG). O delineamento foi em blocos ao acaso, com três repetições. Os tratamentos foram quatro genitores femininos, quatro genitores masculinos, 16 híbridos obtidos em esquema de cruzamento em dialelo parcial e uma testemunha. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey (P < 0,05). Em relação às características avaliadas no presente estudo, as combinações híbridas H1, H3, H5, H7, H9 e os genitores P4 e P6 possuem boas qualidades de biomassa e, com isso, apresentam potencial para uso para fins energéticos.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Edição

Seção

Agronomia