Crescimento inicial de mudas de maracujazeiro amarelo em função de doses crescentes de superfosfato simples - DOI:10.5039/agraria.v5i3a700

Rubens Fey, Tiago Zoz, Fábio Steiner, Deise Dalazen Castagnara, Gisela Ferreira

Resumo


Com objetivo de avaliar o crescimento de mudas de maracujazeiro amarelo, em função de doses crescentes de superfosfato simples, conduziu-se um experimento em condições de casa de vegetação no campus da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, em Marechal Cândido Rondon-PR. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com cinco repetições e cinco tratamentos, sendo estes compostos pelas seguintes doses de superfosfato simples: 0; 0,28; 0,56; 1,11 e 2,78 kg m-3. Durante a condução do experimento, avaliou-se semanalmente a altura de plantas; número de folhas, diâmetro de coleto, área foliar e acúmulo de matéria seca na parte aérea e raiz, até os 52 dias após a emergência. A aplicação de superfosfato simples promoveu incremento linear no crescimento em todas as variáveis avaliadas. Estes resultados permitem verificar resposta significativa da espécie à aplicação de superfosfato simples no período inicial de desenvolvimento. Os parâmetros da análise de crescimento evidenciaram o efeito do superfosfato simples sobre a área foliar e o acúmulo de matéria seca nas diferentes partes da planta.


Palavras-chave


adubação fosfatada; Passiflora edulis Sims; taxa de crescimento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Rubens Fey, Tiago Zoz, Fábio Steiner, Deise Dalazen Castagnara, Gisela Ferreira

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.