Determinação do diâmetro de microtubos em irrigação localizada

Autores

  • Ceres D. G. C. de Almeida Universidade Federal Rural de Pernambuco, Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas
  • Tarlei A. Botrel Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v5i3a657

Palavras-chave:

Bernoulli, Darcy-Weisbach, irrigação localizada, projetor ótico de perfil

Resumo

Os microtubos têm sido utilizados como gotejadores de longo percurso desde a década de 70. Nestes tubos, pequenas diferenças no valor do diâmetro podem provocar uma estimativa errônea da vazão, comprometendo o projeto de irrigação, mesmo quando os valores reais determinados são próximos aos do catálogo do fabricante. Este trabalho teve como objetivo comparar os valores do diâmetro obtidos no projetor ótico de perfil e na determinação hidrodinâmica com os dados fornecidos pelo fabricante. Os microtubos utilizados neste experimento possuíam diâmetro interno de 0,6; 0,7; 0,8; 1,0 e 1,5 mm, de acordo com o fabricante. A determinação ótica do diâmetro foi realizada num projetor de perfil de fabricação da Starrett Precision Optical, em 30 anéis de cada microtubo com, aproximadamente, 5 mm de comprimento. A determinação hidrodinâmica do diâmetro foi realizada com dados obtidos em ensaio sob regime laminar, aplicados nas equações de Bernoulli e universal de perda de carga . Com base nos dados deste trabalho recomenda-se a determinação hidrodinâmica do diâmetro, já que não apresentou diferenças quando comparado com o padrão (projetor ótico de perfil, que possui maior custo). Portanto, o correto dimensionamento de um projeto de irrigação deve ser baseado ou no diâmetro do microtubo determinado hidraulicamente ou pelo projetor ótico de perfil, e não no diâmetro fornecido pelo fabricante.

Downloads

Publicado

2022-03-16

Edição

Seção

Engenharia Agrícola