Adaptabilidade e estabilidade de pré-cultivares de feijão carioca no Agreste-Sertão Pernambucano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v17i3a1697

Palavras-chave:

interação complexa, recomendação de cultivar, parâmetros, predição, seleção

Resumo

As estimativas de adaptabilidade e estabilidade são utilizadas em programas de melhoramento de plantas para identificar cultivares que expressam comportamento previsível e ótimo desempenho em mais de um ambiente. Assim, o objetivo deste trabalho foi comparar técnicas biométricas para seleção simultânea de pré-cultivares de feijão carioca para alta adaptabilidade, estabilidade e produtividade de grãos nas condições do Agreste-Sertão Pernambucano do Brasil. Os ensaios foram realizados nos municípios de Arcoverde, São João e Belém de São Francisco. Foram utilizados dez pré-cultivares e quatro testemunhas comerciais e o delineamento em blocos casualizados com três repetições. A produtividade de grãos foi avaliada no período 2014-2015. As análises de variância foram realizadas e a adaptabilidade e estabilidade foram estimadas pelas técnicas de Eberhart & Russell, Lin & Binn modificado por Carneiro, e AMMI. As técnicas foram comparadas por meio da correlação de Spearman. Nenhuma correlação foi observada entre Eberhart & Russell e Lin & Binns. AMMI é o mais completo para uso isolado. As pré-cultivares CNFC 15460, CNFC 15462, CNFC 15504 e CNFC 15507 contemplam ampla adaptabilidade, estabilidade e produtividade, sendo indicadas para o Agreste-Sertão de Pernambuco.

Downloads

Publicado

2022-07-16

Edição

Seção

Agronomia