Efeito do sombreamento contínuo e alternado sobre o acúmulo de carboidratos e crescimento radicular do algodoeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v17i3a1638

Palavras-chave:

baixa radiação, massa de matéria seca reprodutiva, diâmetro radicular, comprimento radicular

Resumo

A restrição de luz é um dos fatores ambientais mais limitantes ao crescimento e à produção do algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) em regiões tropicais, devido à exposição a dias nublados e com baixa disponibilidade de radiação. Neste estudo, o desenvolvimento inicial do algodoeiro foi avaliado em intervalos alternados de sombreamento de 2, 4 e 8 dias, sombreamento contínuo e ausência de sombreamento (controle), utilizando-se tela preta para redução de 50% da intensidade de luz. O sombreamento contínuo reduziu o comprimento total da raiz em 30% comparado ao controle. Reduções de comprimento foram verificadas nas raízes mais finas (0-0,5 mm), sendo aproximadamente de 47% nos tratamentos com sombra contínua e a cada 2 dias; 33,8% com intervalo de 8 dias; e 11% com intervalo de 4 dias. Plantas sombreadas continuamente e com intervalo de sombra de 2 dias apresentaram maior altura, porém menos folhas. O sombreamento a cada 4 dias ou contínuo diminuiu a biomassa vegetal e o acúmulo de carboidratos nas folhas e botões florais. Em conclusão, o sombreamento contínuo ou alternado a cada 4 dias reduz o teor de carboidratos nas folhas e hastes; o sombreamento contínuo reduz o comprimento total da raiz do algodão; e o comprimento da raiz das raízes mais finas (0-0,5 mm) é afetado pela sombra contínua ou alternada a cada 2 dias.

Downloads

Publicado

2022-08-29

Edição

Seção

Agronomia