Germinação, sanidade e armazenamento de diásporos de Myracrodruon balansae

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v16i4a8967

Palavras-chave:

Anacardiaceae, tecnologia de sementes, fungos de sementes, substrato, espécie ameaçada

Resumo

Muitas espécies nativas do Brasil ainda carecem de estudos voltados à tecnologia de sementes. Myracrodruon balansae (Anacardiaceae) é uma espécie ameaçada de extinção com potencial comercial pouco estudada. Assim, o objetivo desse estudo foi determinar a influência de diferentes substratos na germinação e avaliar o ambiente adequado para o armazenamento e fungos associados aos diásporos de M. balansae. Para isso foram realizados dois experimentos para escolher o substrato adequado para testes de germinação: sobre areia, entre areia, sobre vermiculita, entre vermiculita, sobre papel filtro, entre papel filtro e em rolos de papel, e avaliar o potencial de armazenamento e a ocorrência de fungos de sementes em três ambientes, geladeira, câmara fria e laboratório durante 18 meses. Com base nos resultados, o teste de germinação pode ser realizado nos substratos: sobre areia, sobre vermiculita, entre vermiculita e sobre papel filtro. Os diásporos podem ser armazenados a 10% de umidade, na geladeira com 3 °C e 48% de umidade relativa do ar por 18 meses, com a perda de 18% da capacidade de germinação inicial. Os principais gêneros de fungos associados aos diásporos foram Alternaria, Aspergillus e Penicillium.

Downloads

Publicado

2021-11-29

Edição

Seção

Ciências Florestais