Diversidade genética em genótipos de Capsicum e Solanum com base em caracteres morfoagronômicos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v16i4a1168

Palavras-chave:

Inglês

Resumo

O gênero Capsicum apresenta ampla variabilidade genética, a diversidade disponível entre os genótipos pode ser utilizada para uso de informações em programas de melhoramento. O objetivo do trabalho foi estimar a variabilidade genética com base em descritores morfoagronômicos de genótipos de pimenta. O experimento foi instalado no delineamento inteiramente casualizado, com 12 tratamentos e cinco repetições. Os genótipos foram avaliados quanto a nove características morfoagronômicas. A análise de divergência genética foi determinada pelas técnicas multivariadas, baseadas em análise de componentes principais e análise de agrupamento, via agrupamento hierárquico com ligação média (Unweighted Pair-Group Method using Arithmetic Mean - UPGMA). Todos os descritores quantitativos estudados foram significativos em 1 e 5%, pelo teste F. A análise de componentes principais mostrou que os dois primeiros componentes principais acumularam 70% da variância total. O método de agrupamento de UPGMA propiciou a formação de cinco grupos distintos, indicando a existência de variabilidade genética entre os genótipos. Os genótipos que reuniram atributos de relevante valor ornamental foram ‘Pirâmide ornamental’, ‘Tabasco’ e ‘Malagueta’. Os genótipos mais promissores para consumo in natura foram ‘Dedo de moça’, ‘Rocoto vermelha’, ‘Rocoto amarela’ e ‘Jalapeño’. Esses genótipos têm potencial para serem utilizados em programas de melhoramento de plantas de pimenta com fins ornamentais.

Downloads

Publicado

2021-11-08

Edição

Seção

Agronomia