Respostas agronômicas e bromatológicas das aveias branca e preta ao superfosfato triplo e termofosfato magnesiano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v16i3a8511

Palavras-chave:

Avena spp., adubação fosfatada, produção de forragem, nutrição vegetal

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos da aplicação de superfosfato triplo, termofosfato magnesiano e suas misturas nas características agronômicas e bromatológicas das aveias preta e branca. O experimento foi conduzido em um esquema fatorial 2 × 6, constituído por duas forrageiras: aveias preta e branca; e duas fontes de fósforo (P): superfosfato triplo e termofosfato magnesiano, na dose de 70 kg ha-1 de P2O5, nas proporções: 0:0, 100:0, 0:100, 50:50, 75:25 e 25:75. Observou-se efeito da adubação e da fonte de P na produção de matéria seca total das aveias preta e branca (p < 0,05) que variaram de 0,21 ± 0,03 a 10,83 ± 0,33 e de 0,14 ± 0,00 a 13,79 ± 0,60 g vaso-1, respectivamente. Constatou-se maior produção forrageira nas aveias preta e branca adubadas com superfosfato triplo (p < 0,05), mesmo quando utilizado em mistura até 50%. Em função das diferentes respostas observadas e da variação nos teores de P e de proteína bruta nas forrageiras, não foi possível determinar o efeito da adubação e das fontes de P nestas variáveis. Verificou-se que as aveias preta e branca apresentam melhores respostas produtivas ao serem submetidas ao superfosfato triplo e suas misturas 50:50, 75:25 e 25:75 do que quando submetidas ao termofosfato magnesiano.

Downloads

Publicado

2021-08-30

Edição

Seção

Zootecnia