Adequação do teste de envelhecimento acelerado para avaliação do vigor de sementes de leucena

Autores

  • Fernando dos Santos Araújo Universidade Federal da Paraíba
  • Francival Cardoso Félix Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Cibele dos Santos Ferrari Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Riselane de Lucena Alcântara Bruno Universidade Federal da Paraíba
  • Mauro Vasconcelos Pacheco Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v12i1a5422

Palavras-chave:

Leucaena leucocephala, qualidade fisiológica, sementes florestais, semiárido

Resumo

Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit. (Fabaceae) é uma leguminosa arbórea indicada para a composição de sistemas agroflorestais e alimentação de animais em regiões de clima semiárido. Dada sua importância, objetivou-se com este estudo adequar a metodologia do teste de envelhecimento acelerado para avaliação do vigor das sementes. Para tanto, procederam-se a execução de testes de envelhecimento acelerado à temperatura de 41 °C durante 0, 48, 72 e 96 h em lotes de sementes, com avaliação da porcentagem de germinação pós-envelhecimento e correlação simples com as variáveis germinação, primeira contagem, velocidade de germinação, condutividade elétrica e emergência de plântulas. Após 48 h de envelhecimento não foi constatada diferença na porcentagem de germinação das sementes dos lotes, e apenas o período de exposição de 96 h apresentou correlação significativa com o teste de emergência de plântulas. O teste de envelhecimento acelerado conduzido a 41 °C durante 96 h é eficiente para diferenciar lotes de sementes de L. leucocephala em níveis de vigor.

Downloads

Publicado

2017-03-31

Edição

Seção

Ciências Florestais