Repetibilidade das características seminais, espermáticas e fertilidade de garanhões

Autores

  • Miguel Alejandro Silva Rua Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Celia Raquel Quirino Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Aylton Bartholazzi Junior Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Paula Nascimento Santoro Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Mariana da Silva Ribeiro Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Wilder Hernando Ortiz Vega Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Marcus Antônio Pessanha Barreto Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v11i2a5372

Palavras-chave:

equinos, andrologia, qualidade seminal

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi avaliar a qualidade e estimar a repetibilidade das características físicas e morfológicas do sêmen de garanhões da raça Mangalarga Marchador assim como a fertilidade dos animais durante e fora da estação reprodutiva na região norte do estado do Rio de Janeiro. Foi coletado o sêmen de garanhões da raça Mangalarga Marchador, jovens (? 4 anos) e adultos (? 5 anos). Foi avaliado o pH, volume seminal, motilidade, vigor, concentração espermática, número total de espermatozoides (NTSTZ), defeitos espermáticos e fertilidade. Não foram verificadas variações entre a categoria de idade e estação reprodutiva na maioria das características físicas do sêmen dos garanhões. No entanto, houve variação da quantidade de defeitos espermáticos entre estações, em que durante a estação reprodutiva foi observado mais defeitos espermáticos em comparação com o período fora da estação reprodutiva. Em relação à fertilidade foi observado 60% de recuperação embrionária e após a transferência de embrião, foi observado 57,8% de prenhes. Conclui-se que os sêmens desses garanhões poderão ser coletados e utilizados sem grandes alterações na sua qualidade, durante e fora da estação reprodutiva, proporcionando a otimização da utilização do material genético de animais geneticamente superiores.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Edição

Seção

Medicina Veterinária