Vigor de sementes de girassol irrigadas com água salobra na fase inicial de crescimento - DOI:10.5039/agraria.v7i3a1493

Reginaldo Gomes Nobre, Hans Raj Gheyi, Nildo Silva Dias, Karina Guedes Correia, Frederico Antônio Loureiro Soares, Gleydson de F. Silva

Resumo


Na região semiárida do Brasil a escassez de água de boa qualidade faz com que os produtores utilizem água salobra para a irrigação. A
capacidade de emergência das sementes é um dos principais critérios para se avaliar a tolerância das plantas ao estresse salino. Nesta região o cultivo de girassol se tem destacado por constituir uma fonte de energia renovável. Com o objetivo de avaliar a emergência e o vigor das plântulas de girassol (Helianthus annuus L.) em meio salino, conduziu-se um experimento em delineamento inteiramente casualizado, cujos tratamentos foram compostos de águas de diferentes salinidades CEa 0,5 (controle); 1,6; 2,7; 3,8 e 4,9 dS m-1 utilizadas na irrigação. O aumento da CEa interferiu no vigor das sementes de girassol promovendo redução no índice de velocidade de emergência, na altura e na fitomassa seca da parte aérea da plântulas porém não influenciou a emergência das plântulas, o diâmetro nem o número de folhas, aos 10 dias após a semeadura (DAS). Para as avaliações realizadas aos 20 e 26 DAS, verifica-se que houve efeito significativo da salinidade apenas sobre o número de folhas.


Palavras-chave


Estresse salino; Helianthus annuus L.; oleaginosa

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Reginaldo Gomes Nobre, Hans Raj Gheyi, Nildo Silva Dias, Karina Guedes Correia, Frederico Antônio Loureiro Soares, Gleydson de F. Silva

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.