Rendimento forrageiro da rebrota do sorgo em sistema de produção consorciado com soja - DOI:10.5039/agraria.v6i2a1197

Pedro Milanez de Rezende, Hélio Peres de Alcantara, Alexandre Martins Abdao dos Passos, Everson Reis Carvalho, Danielle Pereira Baliza, Guilherme Teixeira Martins de Oliveira

Resumo


O consórcio de plantas forrageiras visa o aumento da produtividade e qualidade dos produtos obtidos com maior eficiência de uso dos recursos disponíveis. O objetivo do trabalho foi avaliar o rendimento forrageiro da rebrota do sorgo em função das épocas de semeadura, cultivares de soja e sistemas de corte com a soja consorciada na entrelinha. O experimento foi conduzido na Universidade Federal de Lavras em um Latossolo Distroférrico, durante dois anos agrícolas (2006/07 e 2007/08). Utilizou-se o delineamento de blocos casualizados em esquema fatorial 5x3x3+5, compreendendo cinco épocas de semeadura do sorgo, híbrido Volumax, (30/10, 15 e 30/11 e 15 e 30/12), três cultivares de soja (Monsoy 8400, Conquista e Luziânia) e três sistemas de corte (1- corte rente ao solo; 2 - 15 cm acima do solo; 3 - 30 cm acima do solo). Os tratamentos adicionais foram constituídos pelo monocultivo do sorgo avaliando-se as cinco épocas de semeadura. Na rebrota do sorgo observaram-se aumentos para massa verde e proteína bruta em função das épocas de semeadura e sistemas de corte. O sistema de corte 3 proporcionou os maiores rendimentos de massa verde (5.516 kg ha-1), massa seca (2.395 kg ha-1) e proteína bruta (173 kg ha-1). O sistema consorciado apresenta maiores rendimentos de massa seca e proteína bruta.


Palavras-chave


Glycine max; massa seca; proteína bruta; Sorghum bicolor

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Pedro Milanez de Rezende, Hélio Peres de Alcantara, Alexandre Martins Abdao dos Passos, Everson Reis Carvalho, Danielle Pereira Baliza, Guilherme Teixeira Martins de Oliveira

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.