Desenvolvimento do meloeiro associado a fungos micorrízicos arbusculares e cultivado em substrato pó de coco - DOI:10.5039/agraria.v5i1a667

José Maria Tupinambá da Silva Júnior, Paulo Furtado Mendes Filho, Vânia Felipe Freire Gomes, Francisco Augusto Valderez Guimarães, Elisangela Maria dos Santos

Resumo


A cultura do melão (Cucumis melo L.) representa grande importância econômica no estado do Ceará, notadamente com relação para exportação que aumenta cada ano. A utilização do pó de coco seco ou verde em composições de substratos em associação com fungos micorrízicos arbusculares (FMA) é recomendado, uma vez que o pó de coco é um substrato natural, biodegradável e de baixo custo. A inoculação com FMA tornará as mudas mais resistentes ao transplantio para o campo bem como aumentará a absorção de nutrientes, principalmente o fósforo. O presente trabalho teve por objetivo testar diferentes concentrações de substratos (pó de coco seco, pó de coco verde e solo) e seus efeitos sobre a colonização micorrízica do melão. Para isto, foi conduzido um experimento em casa-de-vegetação pertencente ao Departamento de Ciências do Solo da Universidade Federal do Ceará no Campus do Pici, Fortaleza-CE. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com dez tratamentos e quatro repetições. Trinta dias após a germinação, as plantas de melão foram coletadas e determinaram-se as variáveis de crescimento, microbiológicas e os conteúdos de macro e micronutrientes na matéria seca da parte aérea das plantas. Foi observado que as composições de substratos formados por 30% de pó de coco seco (PCS) ou pó de coco verde (PCV) mais 70% de Solo inoculado com FMA apresentaram os melhores valores para as variáveis de crescimento e nutrientes analisados.


Palavras-chave


inoculação micorrízica, melão, resíduo de coco

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 José Maria Tupinambá da Silva Júnior, Paulo Furtado Mendes Filho, Vânia Felipe Freire Gomes, Francisco Augusto Valderez Guimarães, Elisangela Maria dos Santos

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.