Qualidade físico-química e compostos bioativos de pimentão vermelho, sob cobertura de solo e adubação - DOI:10.5039/agraria.v15i1a6020

Marinês Pereira Bomfim, Juliara Santos Silva, Caciana Cavalcanti Costa, João Batista Santos

Resumo


A cultura do pimentão está entre as dez hortaliças de maior importância econômica no Brasil. A utilização de adubos orgânicos, alternativamente ao uso de adubos minerais, é parte integrante da busca por alimentos seguros provenientes de sistemas de produções orgânicas. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade de frutos de pimentão vermelho, cultivado sob cobertura de solo e adubação orgânica e ou mineral. Os tratamentos foram compostos por três tipos de cobertura de solo [sem cobertura; coberto com palha de carnaúba (Copernicia prunifera) e, coberto com capinagem] e adubações [100% orgânica (AO) e 0% de mineral (AM); 100% de AO e 50% de AM; 50% de AO e 50% de AM; 50% de AO e 100% de AM e 0% de AO e 100% de AM], o delineamento utilizado foi blocos ao acaso, com arranjo de parcelas subdivididas 3 x 5 e 4 repetições. As avariáveis analisadas foram: coloração, firmeza, pH, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação (SS/AT), vitamina C, carotenoides, flavonoides totais e fenóis. Para os frutos de pimentão a cobertura do solo com palha de carnaúba proporcionou melhor teor de carotenoide. A adubação organomineral proporcionou incremento no acúmulo de carotenoides e fenóis e o tratamento com apenas adubação orgânica resultou em menores conteúdos destes compostos bioativos.

Palavras-chave


Capsicum annuum L.; cobertura morta; valor nutracêutico; organomineral

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - ABCSEM. Segundo levantamento de dados socioeconômicos da cadeia produtiva de hortaliças no Brasil, 2014. http://www.abcsem.com.br/imagens_noticias/Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20completa%20dos%20dados%20da%20cadeia%20produtiva%20de%20hortali%C3%A7as%20-%2029MAIO2014.pdf. 08 Dez. 2019.

Association of Official Analytical Chemists - AOAC. Official methods of analysis of the Association of the Analytical Chemists. 16.ed. Washington: AOAC, 1995. 1094p.

Awad, A. M.; Jager, A.; Esting, L. M. Flavonoid and chlorogenic acid levels in apple fruit: characterization of variation. Scientia Horticulturae, v. 83, n.3-4, p. 249-263, 2000. https://doi.org/10.1016/S0304-4238(99)00124-7.

Batista, M.A.; Bezerra Neto, F.; Ambrósio, M.M.; Guimarães, L.; Saraiva, J.P.B.; Silva, M.L. Atributos microbiológicos do solo e produtividade de rabanete influenciados pelo uso de espécies espontâneas. Horticultura Brasileira, v.31, n.4, p.587-594, 2013. https://doi.org/10.1590/S0102-05362013000400013.

Braga, T. R.; Pereira, R.C. A.; Silveira, M. R. S.; Silva, L. R.; Oliveira, M. M. T. Caracterização físico-química de progênies de pimentas (Capsicum frutescens L.). Revista de la Facultad de Agronomía, v. 112, n. 1, p. 6-10, 2013. http://sedici.unlp.edu.ar/handle/10915/41926. 09 Fev. 2018.

Cavalcanti, F. J. A. (Coord.). Recomendações de adubação para o estado de Pernambuco: 2a aproximação. 2.ed. Recife: IPA, 2009. 212 p.

Farias, D. B. S.; Lucas, A. A. T.; Moreira, M. A.; Nascimento, L. F. A.; Sá Filho, J. C. F. Cobertura do solo e adubação orgânica na produção de alface. Revista Ciências Agrárias, v. 60, n. 2, p. 173-176, 2017. https://doi.org/10.4322/rca.2493.

Ferreira, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia v. 35, n.6, p. 1039-1042, 2011. https://doi.org/10.1590/S1413-70542011000600001.

Furtini Neto, A. E.; Vale, F. R.; Resende, A. V.; Guilherme, L. R. G.; Guedes, G. A. A. Fertilidade do Solo. Lavras: UFLA; FAEPE, 2001. 261p.

Gul, K.; Tak, A.; Singh, A. K.; Singh, P.; Yousuf, B.; Wani, A. A. Chemistry, encapsulation, and health benefits of β-carotene - A review. Cogent Food & Agriculture, v.1, e1018696, 2015. https://doi.org/10.1080/23311932.2015.1018696.

Hernández, T.; Chocano, C.; Moreno, J. L.; García, C. Use of compost as an alternative to conventional inorganic fertilizers in intensive lettuce (L.) crops: effects on soil and plant. Soil & Tillage Research, v. 160, p. 14-22, 2016. https://doi.org/10.1016/j.still.2016.02.005.

Horwitz, H. Official methods of analysis of the Association of Official Agricultural Chemists. 16.ed. Washington: AOAC, 1995. v. 2, 1298p.

Instituto Adolfo Lutz. Normas analíticas: métodos químicos e físico-químicos para análise de alimentos. 2.ed. São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 1985. v. 1, 371p.

Liang, B.; Zhao, W.; Yang, X.; Zhou, J. Fate of nitrogen-15 as influenced by soil and nutrient management history in a 19-year wheat-maize experiment. Field Crops Research, v. 144, p. 126-134, 2013. https://doi.org/10.1016/j.fcr.2012.12.007.

Linhares, P. C. F., Maracaja P. B.; Duarte, J.; Ianascara, R. Períodos de incorporação da jitirana mais palha de carnaúba na produtividade de cenoura. Agropecuária Científica no Semi-Árido, v. 10, n. 3, p.100-104, 2014. http://revistas.ufcg.edu.br/acsa/index.php/ACSA/article/view/569. 02 Ago. 2018.

Liu, L.; Gao, Y.; McClements, D. J.; Decker, E. A. Role of continuouos phase protein, (-) epigallocatechin-3-gallate and carrier oil on β-caroteno degradation in oil-in-water emulsions. Food Chemistry, v.210, p. 242-248, 2016. https://doi.org/10.1016/j.foodchem.2016.04.075.

Malaquias, C. A. A.; Santos, A. J. M. Adubação organomineral e NPK na cultura do milho (Zea mays L.). PUBVET: Medicina Veterinária e Zootecnia, v.11, n.5, p. 501-512, 2017. http://www.pubvet.com.br/artigo/3689/adubaccedilatildeo-organomineral-e-npk-na-cultura-do-milho-zea-mays-l. 03 Mar. 2018.

Moura, A.P.; Michereff Filho, M.; Guimarães, J. A.; Amaro, G. B.; Liz, R. S. Manejo integrado de pragas de pimentas do gênero Capsicum. Brasília: Embrapa Hortaliça, 2013. 14p. (Embrapa Hortaliça. Circular Técnica, 115).

Pedó, T.; Aumonde, T.Z.; Oliveira, L. C.; Nora, L.; Morselli, T. B. G. A.; Mauch, C. R. Produtividade e caracterização físico-química de pimentas submetidas a diferentes fontes e doses de adubação orgânica. Revista de la Facultad de Agronomía, v. 113, n.2, p, 134-139, 2014. http://revista.agro.unlp.edu.ar/index.php/revagro/article/view/243. 02 Fev. 2018.

Porto, J. S.; Rebouças, T. N. H.; Moraes, M. O. B.; Bomfim, M. B.; Lemos, O. L.; Luz, J. M. Q. Quality and antioxidant activiy of tomato cultivated under different sources and doses of nitrogen. Revista Caatinga, v. 29, n. 4, p. 780-788, 2016. https://doi.org/10.1590/1983-21252016v29n401rc.

Preczenhak, A. P.; Resende, J. T. V.; Chagas, R. R.; Silva, P. R.; Schwarz, K.; Morales, R. G. F. Caracterização agronômica de genótipos de minitomate. Horticultura Brasileira, v. 32, n.3, p.348-356, 2014. https://doi.org/10.1590/S0102-053620140003000018.

Sakata. Melina frutos grandes e de alta produtividade. Sakata Catalago 2016/2017. São Paulo: Sakata, 2017. p.110. https://www.sakata.com.br/assets/downloads/98/p110.pdf. 10 Fev. 2018.

Sediyama, M. A. N.; Santos, I. C.; Lima, P. C. Cultivo de hortaliças no sistema orgânico. Revista Ceres, v. 61, supl., p. 829-837, 2014. https://doi.org/10.1590/0034-737x201461000008.

Silva, L. V.; Lima, V. L.; Silva, V. N.; Sofiatti, V.; Pereira, T. L. Torta de mamona residual e irrigação com efluente sobre crescimento e produção de algodoeiro herbáceo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n.12, p. 1264-1270, 2013. https://doi.org/10.1590/S1415-43662013001200003.

Sims, D. A.; Gamon, J. A. Relationship between pigment content and spectral reflectance across a wide range of species, leaf structures and developmental stages. Remote Sensing of Environment, v. 81, n.2-3, p. 337-354, 2002. https://doi.org/10.1016/S0034-4257(02)00010-X .

Sobral, L. F.; Barretto, M.C. V.; Silva, A. J.; Anjos, J.L. Guia prático para interpretação de resultados de análises de solo. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2015. 13p.

Souza, A. A. L.; Moreira, F. J. C.; Araújo, B. D. A.; Lopes, F. D. N.; Silva, M. E. S.; Carvalho, B. D. S. Desenvolvimento inicial de duas variedades de alface em função de dois tipos de substratos e cobertura do solo. Brazilian Journal of Biosystems Engineering, v. 10, n.3, p.316-326, 2016. https://doi.org/10.18011/bioeng2016v10n3p316-326.

Terada, M.; Watanabe, Y.; Kunitomo, M.; Hayashi, E. Differential rapid analysis of ascorbic acid and ascorbic acid 2-sulfate by dinitrophenilhydrazine method. Annals of Biochemistry, v. 84, n.2, p. 604-608, 1978. https://doi.org/10.1016/0003-2697(78)90083-0.

Trecha, C. O.; Lovatto, P. B.; Mauch, C. R. Entraves do cultivo convencional e as potencialidades do cultivo orgânico do pimentão no Brasil. Revista Thema, v. 14, n. 3, p. 291-302, 2017. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.291-302.458.

Vendruscolo, E. P.; Campos, L. F. C.; Arruda, E. M. Seleguini, A. Análise econômica da produção de alface crespa em cultivo sucessivo de plantas de cobertura em sistema de plantio direto. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.12, n.4, p.458-463, 2017. https://doi.org/10.5039/agraria.v12i4a5478.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Marinês Pereira Bomfim, Juliara Santos Silva, Caciana Cavalcanti Costa, João Batista Santos

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2019

h5 index: 10

h5 median: 14

Mais detalhes

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.