A permanência de resíduos de Canavalia ensiformis e Crotalaria juncea após fitorremediação em solo contaminado com sulfentrazone não resulta em recontaminação do solo - DOI:10.5039/agraria.v14i2a5638

Mariana Ferraço, Alessandra Ferreira Belo, João Carlos Madalão, Fábio Ribeiro Pires, Ademar Celim Filho

Resumo


A fitorremediação é uma alternativa para a descontaminação de áreas que receberam intensas aplicações de herbicidas. Objetivou-se com esse estudo verificar a possibilidade de reutilização de Canavalia ensiformis e Crotalaria juncea como adubo verde e a influência da cobertura vegetal após fitorremediação de solo contaminado com sulfentrazone sobre o crescimento e desenvolvimento de Pennisetum glaucum. Foram realizados dois experimentos em casa-de-vegetação. Um dos experimentos foi conduzido com C. juncea e outro com C. ensiformis, duas espécies fitorremediadoras do herbicida sulfentrazone. Os experimentos foram montados em fatorial 4 x 3, sendo o primeiro fator quatro densidades populacionais das espécies fitorremediadoras (C. juncea - 0, 60, 120 e 240 plantas m-2; C. ensiformis - 0, 10, 20 e 40 plantas m-2) e o segundo três doses de sulfentrazone (0, 200 e 400 g ha-1). Setenta e cinco dias após a emergência (DAE) as plantas foram coletadas separando-se a parte aérea e a raiz para determinação da acumulação de sulfentrazone nas plantas por cromatografia líquida de alta eficiência. Com parte do material vegetal foi preparado um extrato vegetal que foi aplicado em potes contendo areia lavada e em seguida foi semeada a planta indicadora (Pennisetum glaucum). Esta foi avaliada quanto a fitotoxicidade, altura de plantas, matéria seca da parte aérea e da raiz. O P. glaucum cultivado em substrato que recebeu extrato foliar de C. ensiformis e C. juncea cultivadas em solos com a presença de sulfentrazone, não apresentou nenhum sintoma de intoxicação a esse herbicida. Os extratos de Canavalia ensiformis e Crotalaria juncea não foram fitotóxicos para o milheto indicando que essas espécies podem ser utilizadas como adubação verde após fitorremediar o sulfentrazone no solo.

Palavras-chave


contaminação ambiental; fitoextração; cobertura vegetal; extrato vegetal

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Barbosa, W.L.R. Manual para análise fitoquímica e cromatográfica de extratos vegetais. Belém: Universidade Federal do Pará, 2001. 19p.

Barik, S.R.; Ganguly, P.; Patra, S.; Dutta, S.K.; Goon, A.; Bhattacharyya, A. Persistence behavior of metamifop and its metabolite in rice ecosystem. Chemosphere, v. 193, p. 875-882, 2018. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2017.11.101.

Casaroli D.; Jong Van Lier Q. Critérios para determinação da capacidade de vaso. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, n. 1, p.59-66, 2008. https://doi.org/10.1590/S0100-06832008000100007.

Cavalcante, V.S.; Santos, V.R.; Santos Neto, A.L.; Santos, M.A.L.; Santos, C.G.; Costa, L.C. Biomassa e extração de nutrientes por plantas de cobertura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.16, n.5, p.521–528, 2012. https://doi.org/10.1590/S1415-43662012000500008.

Cunningham, S.D.; Anderson, T.A.; Schwab, A.P. Phytoremediation of soils contaminated with organic pollutants. Advance in Agronomy, v. 56, p.55-114, 1996. https://doi.org/10.1016/S0065-2113(08)60179-0.

Ferraço, M.; Pires, F.R.; Belo, A.F.; Celin Filho, A.; Bonomo, R. Efeito da densidade populacional de Canavalia ensiformis na fitorremediação de solo contaminado com sulfentrazone. Revista Ciência Agronômica, v. 48, n. 1, p. 32-40, 2017. https://doi.org/10.5935/1806-6690.20170004.

Ferraço, M.; Belo, A.F.; Pires, F.R.; Bonomo, R.; Celin Filho, A. Fitorremediação de solo contaminado com sulfentrazone por diferentes densidades populacionais de crotalária juncea. Planta Daninha, v. 37, e019185323, 2019. https://doi.org/10.1590/s0100-83582019370100008.

Filizola, H.F.; Ferracini, V.L.; Sans, L.M.A.; Gomes, M.A.F.; Ferreira, C.J.A. Monitoramento e avaliação do risco de contaminação por pesticidas em água superficial e subterrânea na região de Guaíra. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 37, n. 5, p. 659-667, 2002. https://doi.org/10.1590/S0100-204X2002000500011.

Higgins, J.M.; Whitwell, T.; Corbin, F.T.; Carter Jr., G.E.; Hill Jr., H.S. Absorption, translocation, and metabolism of acifluorfen and lactofen in pitted morningglory (Ipomoea lacunosa) and ivyleaf morning glory (Ipomoea hederacea). Weed Science, v.36, n.2, p.141-145, 1988.

Madalão, J.C.; Pires, F.R.; Cargnelutti Filho, A.; Chagas, K.; Nascimento, A.F.; Garcia, G.O. Fitorremediação de solos contaminados com o herbicida sulfentrazone por espécies de adubos verdes. Revista de Ciências Agrárias, v. 55, n. 4, p. 288-296, 2012a. https://doi.org/10.4322/rca.2012.068.

Madalão, J.C.; Pires, F.R.; Cargnelutti Filho, A.; Nascimento, A.F.; Chagas, K.; Araújo R.S.; Procópio, S.O.; Bonomo, R. Susceptibilidade de espécies de plantas com potencial de fitorremediação do herbicida sulfentrazone. Revista Ceres, v. 60, n. 1, p. 111-121, 2013. https://doi.org/10.1590/S0034-737X2013000100016.

Madalão, J.C.; Pires, F.R.; Chagas, K.; Cargnelutti Filho, A.; Procópio, S.O. Uso de leguminosas na fitorremediação de solo contaminado com sulfentrazone. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 42, n. 4, p. 390-396, 2012b. https://doi.org/10.1590/S1983-40632012000400001.

Madalão, J.C.; Souza, M.F.; Silva, A.A.; Silva, D.V.; Jakelaitis, A.; Pereira, G.A.M. Action of Canavalia ensiformis in remediation of contaminated soil with sulfentrazone. Bragantia, v. 76, n. 2, p. 292-299, 2017. https://doi.org/10.1590/1678-4499.526.

Martinez, C.O.; Silva, C.M.M.S.; Fay, E.F.; Maia, A.H.N.; Abakerli, R.B.; Durrant, L.R. Degradation of the herbicide sulfentrazone in a Brazilian Typic Hapludox soil. Soil Biology and Biochemistry, v. 40, n. 4, p. 879-888. 2008. https://doi.org/10.1016/j.soilbio.2007.10.016.

Matsumoto, H.; Kashimoto, Y.; Warabi, E. Basis for common chickweed (Stellaria media) tolerance to oxyfluorfen. Pesticide Biochemistry and Physology, v. 64, n.1, p.47-53, 1999. https://doi.org/10.1006/pest.1999.2408.

Nascimento, A.F.; Pires, F.R.; Chagas, K.; Procópio, S.O.; Oliveira, M.A.; Cargnelutti Filho, A.; Belo, A.F.; Egreja Filho, F.B. Risk of Soil Recontamination Due to Using Eleusine coracana and Panicum maximum Straw After Phytoremediation of Picloram. International Journal of Phytoremediation, v. 17, n. 4, p. 313–321, 2015. https://doi.org/10.1080/15226514.2014.909775.

Ohmes, G.A.; Mueller, T.C. Sulfentrazone Adsorption and Mobility in Surface Soil of the Southern United States. Weed Technology. v. 21, n. 3, p. 796-800, 2007. https://doi.org/10.1614/WT-06-185.1.

Oliveira, M.A.; Pires, F.R.; Ferraço, M.; Belo, A.F. The validation of an analytical method for sulfentrazone residue determination in soil using liquid chromatography and a comparison of chromatographic sensitivity to millet as a bioindicator species. Molecules, v. 19, n. 8, p. 10982-10997, 2014. https://doi.org/10.3390/molecules190810982.

Paraíba, L.C.; Cerdeira, A.L.; Silva, E.F.; Martins, J. S.;Coutinho, H.L.C. Evaluation of soil temperature effect on the herbicide leaching potential into groundwater in the Brazilian cerrado. Chemosphere, v. 53, n. 9, p. 1087-1095, 2003. https://doi.org/10.1016/S0045-6535(03)00594-0.

Passos, A.B.R.J.; Freitas, M.A.M.; Gonçalves, V.A.; Silva, G.S.; Silva, A.A.; Queiroz, M.E.L.R.; Lima, C.F.; Silva, D.V. Leaching of sulfentrazone in soils of reforestation in Brazil. Environmental Earth Sciences, v.74, n. 2, p.1211–1215, 2015. https://doi.org/10.1007/s12665-015-4110-7.

Pires, F.R.; Souza, C.M.; Silva, A.A.; Procópio, S.O.; Ferreira, L.R. Fitorremediação de solos contaminados por herbicidas. Planta Daninha, v. 21, n. 2, p. 335-341, 2003. https://doi.org/10.1590/S0100-83582003000200020.

Prezotti L.C.; Gomes, J.A.; Dadalto, G.G.; Oliveira, J.A. Manual de recomendação de calagem e adubação para o estado do Espírito Santo: 5ª aproximação. Vitória: Seea/Incaper/Cedagro, 2007. 301p.

Procópio, S.O.; Santos, J.B.; Pires, F.R.; Silva, A.A.; Santos, E.A.; Cargnelutti Filho, A. Development of bean plants in soil contaminated with trifloxysulfuron-sodiumafter Stizolobium aterrimum and Canavalia ensiformis cultivation. Planta Daninha, v.25, n. 1, p.87-96, 2007. https://doi.org/10.1590/S0100-83582007000100010.

Rodrigues, B.N.; Almeida, F.S. Guia de herbicidas. 6.ed. Londrina: Edição dos Autores, 2011. 697p

Serafim, C.; Nart, V.; Malheiros, A.; Cruz, A.B.; Monache, F.D.; Gette, M.A.; Zacchino, S.; Cechinel Filho, V. Avaliação do potencial antimicrobiano de Plinia glomerata (Myrtaceae). Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 17, n. 4, p. 578-582, 2007. https://doi.org/10.1590/S0102-695X2007000400017.

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas - SBCPD. Procedimentos para instalação, avaliação e análise de experimentos com herbicidas. Londrina: SBCPD, 1995. 42p.

Stipičević, S.; Galzina, N.; Udiković-Kolić, N.; Jurina, T.; Mendaš, G.; Dvoršćak, M.; Petrić, I.; Barić, K.; Drevenkar, V. Distribution of terbuthylazine and atrazine residues in crop-cultivated soil: The effect of herbicide application rate on herbicide persistence. Geoderma, v. 259–260, p. 300–309, 2015. https://doi.org/10.1016/j.geoderma.2015.06.018.

Vaughn, K.C.; Duke, S.O. Mechanisms of resistance. In: Ebing, W. (Ed.). Chemistry of plant protection. New York: Springer-Verlag, 1991. p. 142-169.

Velini, E. D.; Trindade, M.L.B.; Alves, E.; Catâneo, A.C.; Marino, C.L.; Maia, I.G.; Mori, E.S.; Furtado, E.L.; Guerrini, I.A.; Wilcken, C.F. Eucalyptus ESTs corresponding to the protoporphyrinogen IX oxidase enzyme related to the synthesis of heme, chlorophyll, and to the action of herbicides. Genetics and Molecular Biology, v.28, n. 3, p.555-561, 2005. https://doi.org/10.1590/S1415-47572005000400009.

Vivian, R.; Reis, M.R.; Jakelaitis, A.; Silva, A.F.; Guimarães, A.A.; Santos, J.B.; Silva, A.A. Persistência de sulfentrazone em argissolo vermelho-amarelo cultivado com cana-de-açúcar. Planta Daninha, v. 24, n. 4, p.741-750, 2006. https://doi.org/10.1590/S0100-83582006000400015.

Wang, M.; Qian, Y.; Liu, X.; Wei, P.; Deng, M.; Wang, L.; Wu, H.; Zhu, G. Multiple spectroscopic analyses reveal the fate and metabolism of sulfamide herbicide triafamone in agricultural environments. Environmental Pollution, v. 230, p. 107-115, 2017. https://doi.org/10.1016/j.envpol.2017.06.046.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Mariana Ferraço, Alessandra Ferreira Belo, João Carlos Madalão, Fábio Ribeiro Pires, Ademar Celim Filho

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2018

h5 index: 12

h5 median: 14

Mais detalhes

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.