Aspectos morfofisiológicos e produção do tomateiro com incremento da concentração do CO2 atmosférico - DOI:10.5039/agraria.v14i1a5605

Keilor Dorneles, Ihan Rebhahn, André Zeist, Sidnei Deuner, Leandro José Dallagnol

Resumo


O tomateiro é uma solanácea de grande importância no contexto do agronegócio, sendo a hortaliça-fruto mais consumida no mundo. Mudanças climáticas, como incremento na concentração atmosférica de CO2 tem gerado preocupação quanto à segurança alimentar por influenciar diretamente na produção de alimentos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da elevação da concentração do CO2 atmosférico sobre características morfofisiológicas e de produção do tomateiro. Para tal, plantas da cultivar Micro-Tom foram cultivadas em 400 ou 700 μmol mol-1 de concentrações de CO2 atmosférico e avaliadas quanto ao crescimento, respostas fisiológicas, e produção e qualidade dos frutos. Os resultados demonstram que a elevação de 400 para 700 μmol mol-1 CO2 na atmosfera gera alterações morfofisiológicas no tomateiro. Em plantas cultivadas a 700 μmol mol-1 CO2 ocorreu redução na concentração de clorofilas, e incremento na concentração de flavonoides, área foliar, matéria seca foliar, índice de qualidade de Dickson, tamanho e peso de frutos, e produção por planta. Em relação à coloração do fruto foi verificado elevação do a* e redução do croma em resposta a elevação da concentração de CO2 . Conclui-se que a elevação do CO2 atmosférico até 700 μmol mol-1 resulta em alterações em processos fisiológicos e ganho de área foliar em tomateiro, bem como, aumenta a sua produção e a qualidade visual do tomate produzido.

Palavras-chave


aumento de biomassa; elevação do CO2 ; mudanças climáticas; open-top chambers; Solanum lycopersicum L.

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque Neto, A. A. R.; Peil, R. M. N. Produtividade biológica de genótipos de tomateiro em sistema hidropônico no outono/inverno. Horticultura Brasileira, v. 30, p. 613-619, 2012. https://doi.org/10.1590/S0102-05362012000400009.

Araujo, S. A. C.; Deminicis, B. B. Fotoinibição da fotossíntese. Revista Brasileira de Biocências, v. 7, n. 4, p. 463-472, 2009. http://www.ufrgs.br/seerbio/ojs/index.php/rbb/article/view/1009. 20 Jan. 2018.

Barnaby, J. Y.; Ziska, L. H. Plant responses to elevated CO2. In: Encyclopedia of Life Sciences. Chichester: John Wiley & Sons, 2012. https://doi.org/10.1002/9780470015902.a0023718.

Bergougnoux, V. The history of tomato: From domestication to biopharming. Biotechnology Advances, v. 32, n.1, p. 170-189, 2014. https://doi.org/10.1016/j.biotechadv.2013.11.003.

Caliman, F. R. B.; Silva, D. J. H.; Alves, D. P.; Cardoso, T. S.; Mattedi, A. P. Enriquecimento intermitente de CO2 e análise do acúmulo de massa seca e da partição de fotoassimilados em tomateiro. Acta Agronómica, v. 58, n.3, p. 133-139, 2009. https://doi.org/10.15446/acag.

Caliman, F. R. B.; Silva, D. J. H.; Fontes, P. C. R.; Stringheta, P. C.; Moreira, G. R.; Cardoso, A. A. Avaliação de genótipos de tomateiro cultivados em ambiente protegido e em campo nas condições edafoclimáticas de Viçosa. Horticultura Brasileira, v. 23, n.2, p. 255-259, 2005. https://doi.org/10.1590/S0102-05362005000200018.

Chakraborty, S.; Luck, J.; Hollaway, G.; Freeman, A.; Norton, R.; Garrett, K. A.; Percy, K.; Hopkins, A.; Davis, C.; Karnosky, D. F. Impacts of global change on diseases of agricultural crops and forest trees. CAB Reviews: Perspectives in Agriculture, Veterinary Science, Nutrition and Natural Resources, v. 3, n. 54, p. 1-15, 2008. https://doi.org/10.1079/PAVSNNR20083054.

Chen, G. Y.; Yong, Z. H.; Liao, Y.; Zhang, D. Y.; Chen, Y.; Zhang, H. B.; Chen, J.; Zhu, J. G.; Xu, D. Q. Photosynthetic acclimation in rice leaves to free-air CO2 enrichment related to both ribulose-1,5-bisphosphate carboxylation limitation and ribulose-1,5-bisphosphate regeneration limitation. Plant Cell Physiology, v. 46, n. 7, p. 1036-1045, 2005. https://doi.org/10.1093/pcp/pci113.

Dickson, A.; Leaf, A. L.; Hosner, J. F. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forest Chronicle, v. 36, n. 1, p. 10-13, 1960. https://doi.org/10.5558/tfc36010-1.

Eloy, E.; Caron, B. O.; SchmidT, D.; Behling, A.; Schwers, L.; Elli, E. F. Avaliação da qualidade de mudas de Eucalyptus grandis utilizando parâmetros morfológicos. Floresta, v. 43, n. 3, p. 373-384, 2013. https://doi.org/10.5380/rf.v43i3.26809.

Ghini, R.; Bettiol, W.; Hamada, E. Diseases in tropical and plantation crops as affected by climate changes: current knowledge and perspectives. Plant Pathology, v. 60, n.1, p. 122-132, 2011. https://doi.org/10.1111/j.1365-3059.2010.02403.x.

Intergovernmental Panel on Climate Change - IPCC. Climate Change 2014: Synthesis Report. Contribution of Working Groups I, II and III to the Fifth Assessment Report of the Intergovernmental Panel on Climate Change. Geneva: IPCC, 2014. 151p. http://www.ipcc.ch/report/ar5/syr. 18 Jan. 2018.

Islam, S.; Matsui, T.; Yoshida, Y. Effect of carbon dioxide enrichment on physico-chemical and enzymatic changes in tomato fruits at various stages of maturity. Scientia Horticulturae, v. 65, n. 3, p. 137–149, 1996. https://doi.org/10.1016/0304-4238(95)00867-5.

National Oceanic & Atmospheric Administration - NOAA. National climatic data center. State of the Climate 2017. https://www.esrl.noaa.gov/gmd/ccgg/trends. 10 Dez. 2017.

Preczenhak, A. P.; Resende, J. T.; Chagas, R. R.; Silva, P. R.; Schwarz, K.; Morales, R. G. Caracterização agronômica de genótipos de minitomate. Horticultura Brasileira, v. 32, n.3, p. 348-356, 2014. https://doi.org/10.1590/S0102-053620140003000018.

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo – SBS; Comissão de Química e Fertilidade do Solo - RS/SC. Manual de adubação e calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 10.ed. Porto Alegre: SBS, 2004. http://www.sbcs-nrs.org.br/docs/manual_de_adubacao_2004_versao_internet.pdf. 10 Nov. 2017.

Saladié, M.; Matas, A. J.; Isaacson, T.; Jenks, M. A.; Goodwin, S. M.; Niklas, K. J.; Xiaolin, R.; Labavitch, J. M.; Shackel, K. A.; Fernie, A. R.; Lytovchenko, A.; O'neill, M. A.; Watkins, C. B.; Rose, J. K. C. A reevaluation of the key factors that influence tomato fruit softening and integrity. Plant Physiology, v. 144, n.2, p. 1012-1028, 2007. https://doi.org/10.1104/pp.107.097477.

Streck, E. V.; Kämpf, N.; Dalmolin, R.S.D.; Klamt, E.; Nascimento, P.C.; Giasson, E.; Pinto, L.F.S. Solos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: UFRGS, 2008. 222 p.

Wang, H.; Xiao, W.; Niu, Y.; Jin, C.; Chai, R.; Tang, C.; Zhang, Y. Nitric oxide enhances development of lateral roots in tomato (Solanum lycopersicum L.) under elevated carbon dioxide. Planta, v. 237, n.1, p. 137-144, 2013. https://doi.org/10.1007/s00425-012-1763-2.

Xu, Z.; Jiang, Y.; Zhou, G. Response and adaptation of photosynthesis, respiration, and antioxidante systems to elevated CO2 with environmental stress in plants. Frontiers in Plant Science, v. 6, p. 701, 2015. https://doi.org/10.3389/fpls.2015.00701.

Zeist, A. R.; Resende, J. T. V.; Giacobbo, C. L.; Faria, C. M. D. R.; Dias, D. M. Graft takes of tomato on other solanaceous plants. Revista Caatinga, v. 30, n.2, p. 513-520, 2017. https://doi.org/10.1590/1983-21252017v30n227rc.

Zhang, Z.; Liu, L.; Zhang, M. Effect of carbon dioxide enrichment on health promoting compounds and organoleptic properties of tomato fruits grown in greenhouse, Food Chemistry, v. 153, p. 157-163, 2014. https://doi.org/10.1016/j.foodchem.2013.12.052.

Ziska, L. H.; Ghannoum, O.; Baker, J. T.; Conroy, J.; Bunce, J. A.; Kobayashi, K.; Okada, M. A global perspective of ground level, 'ambient' carbon dioxide for assessing the response of plants to atmospheric CO2. Global Change Biology, v. 7, n.7, p. 789-796, 2001. https://doi.org/10.1111/j.1365-2486.2001.00436.x.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Keilor Dorneles, Ihan Rebhahn, André Zeist, Sidnei Deuner, Leandro José Dallagnol

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2018

h5 index: 12

h5 median: 14

Mais detalhes

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.