Levantamento fitossociológico de plantas daninhas em áreas de cultivo de soja não transgênica e transgênica - DOI:10.5039/agraria.v13i4a5592

Marcio Furriela Dias, Fabio Henrique Krenchinski, Vinicius Gabriel Caneppele Pereira, Giovane Moreno, Leandro Paiola Albrecht, Alfredo Junior Paiola Albrecht

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi realizar um estudo fitossociológico, de plantas daninhas presentes em áreas de cultivo de soja não transgênica e transgênica, em fase de máxima infestação, nas safras de 2013/14 e 2014/15, no município de Palotina, PR. O levantamento fitossociológico da comunidade de plantas daninhas foi realizado no município de Palotina – PR, em dez áreas de cultivo de soja não transgênica e transgênica, em duas safras de verão, as plantas de soja encontravam-se em estádio de maturação fisiológica dos grãos (R7). As espécies foram identificadas e quantificadas pelo método do quadrado inventário (1,0 x 1,0 m), com amostragem de 20 m-2 por área, totalizando 200 pontos em cada condição de avaliação. Foram realizados cálculos para densidade, densidade relativa, frequência, frequência relativa, abundância, abundância relativa, o índice de valor de importância e índice de similaridade. Nas áreas de cultivo de soja não transgênica as principais espécies encontradas de acordo com o índice de valor de importância (IVI) foram: Bidens pilosa, Conyza spp. e Euphorbia heterophylla. Enquanto que para o sistema de cultivo de soja transgênica, as principais foram: Conyza spp., Commelina benghalensis e Digitaria insularis. A similaridade entre as áreas de soja não transgênica e transgênica foi menor que 80%. Conclui-se que há diferenças na comunidade infestante, entre as áreas de cultivo com soja não transgênica e transgênica.

Palavras-chave


competição, Glycine max L.; índice de importância relativa; índice de similaridade; parâmetros fitossociológicos

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Adegas, F. S.; Oliveira, M. F.; Vieira, O. V.; Prete, C. E. C.; Gazziero, D. L. P.; Voll, E. Levantamento fitossociológico de plantas daninhas na cultura do girassol. Planta Daninha, v.28, p.705- 716, 2010. https://doi.org/10.1590/S0100-83582010000400002.

Albercht, L. P.; Krenchinski, F. H.; Gomes, A. O.; Albrecht, A. J. P.; Mattiuzzi, M. D.; Cassol, M. Performance of fall and winter crops in the system of direct plantation in the West of Parana. Acta Scientiarum-Agronomy, v. 40, p. 99-101, 2018. https://doi.org/10.4025/actasciagron.v40i1.34999.

Braun-Blanquet, J. Fitosociología, bases para el estudio de las comunidades vegetales. Madrid: H. Blume. 1979. 820p.

Cardoso, A. D.; Viana, A. E. S.; Barbosa, R. P.; Teixeira, P. R. G.; Cardoso Júnior, N. S.; Fogaça, J. J. N. L. Levantamento fitossociológico de plantas daninhas na cultura da mandioca em vitória da conquista, Bahia. Bioscience Journal, v.29, n.5, p.1130-1140, 2013. http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22127/13007. 05 Dez. 2017.

Carvalho, L. B.; Cruz-Hipolito, H. E.; González-Torralva, F.; Alves, P. L. C. A.; Christoffoleti, P. J. Prado, R. Detection of sourgrass (Digitaria insularis) biotypes resistant to glyphosate in Brazil. Weed Science, v. 59, n.2, p. 171-176, 2011. https://doi.org/10.1614/WS-D-10-00113.1.

Dias, A. C. R.; Carvalho, S. J. P.; Christoffoleti, P. J. Fenologia da trapoeraba como indicador para tolerância ao herbicida glyphosate. Planta Daninha, v. 31, n. 1, p. 185-191, 2013. https://doi.org/10.1590/S0100-83582013000100020.

Duarte, A. P.; Silva, A. C.; Deuber, R. Plantas infestantes em lavouras de milho safrinha, sob diferentes manejos, no médio Paranapanema. Planta Daninha, v. 25, n. 2. p. 285-291, 2007. https://doi.org/10.1590/S0100-83582007000200007.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 4.ed. Brasília: Embrapa, 2017. 376 p.

Gazola, T.; Belapart, D.; de Castro, E. B.; Cipola Filho, M. L.; Dias, M. F. Características biológicas de Digitaria insularis que conferem sua resistência à herbicidas e opções de manejo. Científica, v. 44, n. 4, p. 557-567, 2016. http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2016v44n4p557-567.

Krenchinski, F. H.; Albrecht, L. P.; Cesco, V. J. S.; Rodrigues, D. M.; Cordeiro, J. Levantamento florístico e fitossociológico de plantas daninhas: uma revisão dos métodos encontrados. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 8, n. 1, p. 217, 2015. http:s//doi.org/10.17765/2176-9168.2015v8n1p217-228.

Krenchinski, F. H.; Albrecht, L. P.; Pereira, V. G. C.; Albrecht, A. J. P.; Cesco, V. J. E. S.; Rodrigues, D. M.; Bauer, F. Phytosociological and floristic survey of weeds in Western Paraná. African Journal of Agricultural Research, v. 11, n. 17, p. 1543-1551, 2016. https://doi.org/10.5897/AJAR2016.10860.

Krolikowski, V.; Carvalho, F. T. de; Teodoro, P. E. Morpho-physiological behavior of Commelina benghalensis in response to herbicides applied in post-emergency. Bioscience Journal, v. 33, n. 2, p. 268-275, 2017. https://doi.org/10.14393/BJ-v33n2-32845.

Licorini L. R.; Gandolfo, M. A.; Sorace, M. A.; Osipe, R.; Cossa, C. A.; Osipe, J. B. Identificação e controle de biótipos resistentes de Digitaria insularis (L.) Fedde ao glyphosate. Revista Brasileira de Herbicidas, v. 14, n. 3, p. 141-147, 2015. https://doi.org/10.7824/rbh.v14i2.394.

Lopez-Ovejero, R. F.; Christoffoleti, P. J. Recomendações para prevenção e manejo da resistência a herbicidas. In: Christoffoleti, P. J.; Lopez-Ovejero, R. F.; Carvalho, J. C. (Eds.). Aspectos de resistência de plantas daninhas a herbicidas. 2.ed. Campinas: Associação Brasileira de Ação a Resistência de Plantas aos Herbicidas, 2004. p. 49-86.

Maciel, C. D. G.; Polettine, J. P.; Amstalden, S. L.; Gazziero, D. L. P.; Raimondi, M. A.; Lima, G. R. G.; Neto, A. M. de O.; Guerra, N.; Justiniano, W. Misturas em tanque com glyphosate para o controle de trapoeraba, erva-de-touro e capim carrapicho em soja RR®. Revista Ceres, v. 58, n. 1, p. 35-42, 2011. https://doi.org/10.1590/S0034-737X2011000100006.

Mitsuo, O.; Carneiro, S. Resistência de plantas daninhas ao herbicida glyphosate. Revista Varia Scientia Agrárias, v.3, n. 1, p.189-215, 2013. http://e-revista.unioeste.br/index.php/variascientiaagraria/article/view/5643/6163. 05 Dez. 2017.

Monqueiro, P. A.; Christoffoleti, P. J.; Dias, C. T. S. Resistência de plantas daninhas aos herbicidas inibidores da ALS na cultura da soja. Planta Daninha, v. 18, n. 3, p. 419-425, 2000. https://doi.org/10.1590/S0100-83582000000300005.

Müeller-Dombois, D.; Ellenberg, H. Aims and methods of vegetation ecology. New York: John Wiley, 1974. 547p.

Oliveira, A. R.; Freitas, S. P. Levantamento fitossociológico de plantas daninhas em áreas de produção de cana-de-açúcar. Planta Daninha, v. 26, n. 1, p. 33-46, 2008. https://doi.org/10.1590/S0100-83582008000100004.

Ponchio, J. A. R.; Christoffoleti, P. J.; Melo, M.; Victoria Filho, R. ALS enzyme assay from Bidens pilosa biotypes of the Brazilian soybean areas to determine the sensitivity to imidazolinone and sulfonylurea herbicides. In: Meeting of the Weed Science Society of America, 36., 1996, Norfolk, EUA. Proceedings ... Champaign: Weed Science Society of America, 1996. p.79.

Reinert, C. S.; Prado, A. B. C. A.; Christoffoleti, P. J. Curvas de dose-resposta comparativas entre os biótipos resistente e suscetível de capim-amargoso ao herbicida glyphosate. Revista Brasileira de Herbicidas, v. 12, n. 3, p. 260-267, 2013. https://doi.org/10.7824/rbh.v12i3.223.

Santos, G.; Oliveira Jr., R. S.; Constantin, J.; Francischini, A. C.; Osipe, J. B. Multiple resistance of Conyza sumatrensis to chlorimuron-ethyl and to glyphosate. Planta Daninha, v.32, n.2, p.409-416, 2014. https://doi.org/10.1590/S0100-83582014000200019.

Sistema Meteorológico do Paraná - Simepar. Tempo. Dados da estacão - Palotina. http://www.simepar.br/prognozweb/simepar/home. 10 Ago. 2016.

Silva, A. F.; Concenço, G.; Aspiazú, I.; Ferreira, E. A.; Galon, L.; Coelho, A. T. C. P.; Silva, A. A.; Ferreira, F. A. Interferência de plantas daninhas em diferentes densidades no crescimento da soja. Planta Daninha, v. 27, n. 1, p. 75-84, 2009. https://doi.org/10.1590/S0100-83582009000100011.

Silva, D. V.; Ferreira, E. A.; Concenço, G.; Vargas, L.; Silva, A. A.; Galon, L. Resistência de buva (Conyza spp.) ao glyphosate. In: Agostinetto, D.; Vargas, L. (Eds.). Resistência de plantas daninhas a herbicidas no Brasil. Pelotas: Editora UFPel, 2014. p.269-279.

Teodoro, P. E.; Ribeiro, L. P.; Corrêa, C. C. G.; Luz Júnior, R. A. A. da; Souza, M. C. de; Simões, M. S.; Torres, F. E. Phytosociology of weeds in millet under different soil managements in savanna sulmato-grossense. Bioscience Journal, v. 31, n. 4, p. 988-996, 2015. https://doi.org/10.14393/BJ-v31n4a2015-26101.

Trezzi, M. M.; Vidal, R. A.; Xavier, E.; Rosin, D.; Balbinot Jr, A. A.; Prates, M. A. Resistência ao glyphosate em biótipos de buva (Conyza spp.) das regiões oeste e sudoeste do Paraná. Planta Daninha, v.29, n.5, p.1113-1120, 2011. https://doi.org/10.1590/S0100-83582011000500019.

Vidal, R. A.; Fleck. N. G. Three weed species with confirmed resistance to herbicides in Brazil. In: Meeting of the Weed Science Society of America, 37., 1997, Orlando, EUA. Proceedings ... Orlando: Meeting of the Weed Science Society of America, 1997. p.100.

Webster, T. M.; Grey, T. L. Growth and reproduction of bengal dayflower (Commelina benghalensis) in response to drought stress. Weed Science. v. 56, n. 4, p. 561-566, 2008. https://doi.org/10.1614/WS-07-186.1.

Zobiole, L. H. S.; Krenchinski, F. H.; Albrecht, A. J. P.; Pereira, G.; Lucio, F. R.; Rossi, C.; da Silva Rubin, R. Controle de capim-amargoso perenizado em pleno florescimento. Revista Brasileira de Herbicidas, v. 15, n. 2, p. 157-164, 2016. https://doi.org/10.7824/rbh.v15i2.474.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Marcio Furriela Dias, Fabio Henrique Krenchinski, Vinicius Gabriel Caneppele Pereira, Giovane Moreno, Leandro Paiola Albrecht, Alfredo Junior Paiola Albrecht

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2018

h5 index: 12

h5 median: 14

Mais detalhes

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.