Diversidade e estrutura genética espacial em populações naturais de Ziziphus joazeiro Mart. - DOI:10.5039/agraria.v13i4a5573

Manoela Mendes Duarte, Antonio Carlos Nogueira, Elisa Serra Negra Vieira

Resumo


Este estudo objetivou a caracterização da diversidade e estrutura genética espacial existente em populações naturais de Ziziphus joazeiro a partir de marcadores moleculares. Doze marcadores ISSR foram utilizados em 77 indivíduos, distribuídos em duas populações, localizadas no estado do Ceará, Brasil. O conjunto de marcadores gerou 220 locos polimórficos para a população Não me Deixes (Pop 1), e 74 locos para a população Triunfo (Pop 2). Os resultados indicaram maior diversidade genética entre os indivíduos da Pop 2 e a maior parte da diversidade genética ocorreu dentro das populações (59,49%). Não houve estruturação genética espacial entre os indivíduos da Pop 1, em contrapartida, a Pop 2 apresentou estruturação genética espacial até a primeira classe de distância (132 m). Devido à variação genética observada, as duas populações apresentam potencial para a coleta de sementes e formação de mudas a serem utilizadas em programas de restauração de áreas e de conservação genética.

Palavras-chave


bioma caatinga; recursos genéticos; coleta de sementes

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Alves, M.F.; Nizio, D.A.C.; Brito, F.A.; Sampaio, S.; Silva, A.V.C.; Arrigoni-Blank, M.F.; Carvalho, S.V.A.; Blank, A.F. Analysis of genetic diversity of a native population of Myrcia lundiana Kiaersk. plants using ISSR markers. Genetics and Molecular Research, v.15, n.4, p.1-10, 2016. https://doi.org/10.4238/gmr15049198.

Brandão, M.M.; Vieira, F.A.; Nazareno, A.G.; Carvalho, D. Genetic diversity of neotropical tree Myrcia splendens (Myrtaceae) in a fragment–corridor system in the Atlantic rainforest. Morphology, Distribution, Functional Ecology of Plants, v.216, p.35-41, 2015. https://doi.org/10.1016/j.flora.2015.07.006.

Cruz, C.D. Programa GENES: diversidade genética. Viçosa: Ed. UFV, 2008. 278p.

Duarte, M.M. Diversidade genética de populações naturais de Ziziphus joazeiro Mart. como subsídio para adoção de estratégias de conservação. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2015. 66p. Dissertação de Mestrado. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/40927. 22 Jun. 2017.

Estopa, R.A.; Souza, A.M.S.; Moura, M.C.O.; Botrel, M.C.G.; Mendonça, E.G.; Carvalho, D. Diversidade genética em populações naturais de candeira (Eremanthus erythropappus (DC.) MacLeish). Scientia Forestalis, n.70, p.97-106, 2006. http://www.ipef.br/publicacoes/scientia/nr70/cap10.pdf. 01 Jul. 2017.

Excoffier, L.; Smouse, P.E.; Quattro, J.M. Analysis of molecular variance inferred from metric distances among DNA haplotypes: application to human mitochondrial DNA restriction data. Genetics, v.131, n.2, p.479-491, 1992. http://www.genetics.org/content/genetics/131/2/479.full.pdf. 01 Jul. 2017.

Gois, I.B; Ferreira, R.A.; Silva-Mann, R.; Pantaleão, S.M.; Gois, C.B.; Oliveira, R.S.C. Variabilidade genética em populações naturais de Ziziphus joazeiro Mart., por meio de marcadores moleculares RAPD. Revista Árvore, v.38, n.4, p.621-630, 2014. https://doi.org/10.1590/S0100-67622014000400005.

Gonçalves, F.R.; Vieira, F.A; Carvalho, D. Naturally fragmented but not genetically isolated populations of Podocarpus sellowii Klotzsch (Podocarpaceae) in southeast Brazil. Genetics and Molecular Research, v.15, n.4, p.1-17, 2016. https://doi.org/10.4238/gmr.15048871.

Hardy, O.J. Estimation of pairwise relatedness between individuals and characterisation of isolation by distance processes using dominant genetic markers. Molecular Ecology, v.12, n. 6, p.1577-1588, 2003. https://doi.org/10.1046/j.1365-294X.2003.01835.x.

Hardy, O.J.; Vekemans, X. SPAGeDi: a versatile computer program to analyse spatial genetic structure at the individual or population levels. Molecular Ecology Notes, v.2, n.4, p.618-620, 2002. https://doi.org/10.1046/j.1471-8286.2002.00305.x.

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama. Caatinga: monitoramento do desmatamento nos biomas brasileiros por satélite – Biomas. Brasília: Ibama, 2016. 32p. (Relatório Técnico).

Kageyama, P.K.; Gandara, F.B.; Souza, L.M.I. Consequências genéticas da fragmentação sobre populações de espécies arbóreas. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais, v.12, n.32, p. 65-70, 1998. http://www.ipef.br/PUBLICACOES/stecnica/nr32/cap05.pdf. 10 Jul. 2017.

Lima, R.A.; Lopes, M.T.G.; Bentes, J.L.S.; Valente, M.S.F.; Pereira, J.O.; Muniz, G.I.B. Diversidade e estrutura genética de Senna reticulata. Floresta, v.45, n.3, p.507-514, 2015. https://doi.org/10.5380/rf.v45i3.38079.

Loveless, M.D.; Hamrick, J.L. Ecological determinants of genetic structure in plant populations. Annual Review of Ecology and Systematics, v.15, p. 65-95, 1984. https://doi.org/10.1146/annurev.es.15.110184.000433.

Nei, M. Analysis of gene diversity in subdivided populations. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v.70, n.12, p.3321-3323, 1973. https://doi.org/10.1073/pnas.70.12.3321.

Nybom, H.; Bartish, I. Effects of life history traits and sampling strategies on genetic diversity estimates obtained with RAPD markers in plants. Perspectives in Plant Ecology, Evolution and Systematics, v.3, n.2, p. 93-114, 2000. https://doi.org/10.1078/1433-8319-00006.

Pádua, J.A.R.; Brandão, M.M.; Carvalho, D. Spatial genetic structure in natural populations of the overexploited tree Eremanthus erythropappus (DC.) Macleish (Asteraceae). Biochemical Systematics and Ecology, n.66, p.304-311, 2016. https://doi.org/10.1016/j.bse.2016.04.015.

Pareyn, F.G.C.A importância da produção não-madeireira na caatinga. In: Gariglio, M.A.; Sampaio, E.V.S.B.; Cestaro, L.A.; Kageyama, P. (Orgs.) Uso sustentável e conservação dos recursos florestais da caatinga. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2010. p.131-144. http://www.mma.gov.br/estruturas/sfb/_arquivos/web_uso_sustentvel_e_conservao_dos_recursos_florestais_da_caatinga_95.pdf . 01 Jul. 2017.

Pereira, M.S. Manual técnico conhecendo e produzindo sementes e mudas da caatinga. Fortaleza: Associação Caatinga, 2011. 86p.

Sebbenn, A. Sistema de reprodução em espécies arbóreas tropicais e suas implicações para a seleção de árvores matrizes para reflorestamentos ambientais. In: Higa, A.R.; Silva, L.D. (Eds.). Pomar de sementes de espécies florestais nativas. Curitiba: FUPEF, 2006. p. 93-138. https://www.researchgate.net/publication/262564733. 10 Jul. 2017.

Tabarelli, M.; Silva, J.M.C. Áreas e ações prioritárias para a conservação da biodiversidade da caatinga. In: Leal, I.R.; Tabarelli, M.; Silva, J.M.C. (Eds.). Ecologia e conservação da caatinga. Recife: Editora Universitária, 2003. p.777-796. https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/18306/1/Caatinga.pdf. 10 Jul. 2017.

Vekemans, X.; Hardy, O.J. New insights from fine-scale spatial genetic structure analyses in plant populations. Molecular Ecology, v.13, n. 4, p.921-935, 2004. https://doi.org/10.1046/j.1365-294X.2004.02076.x.

Yang, J.C.; Li, Q.Q.; Yu, N.; Yin, G.T.; Wu, Z.F.; Li, R.S.; Zou, W.T. Genetic diversity and structure among natural populations of Sindora glabra in Hainan Island, China as revealed by ISSR markers. Biochemical Systematics and Ecology, v.69, p.145-151, 2016. https://doi.org/10.1016/j.bse.2016.09.005.

Yeh, F.C.; Yang, R.C.; Boyle, T.B.J.; Ye, Z.H.; Mao, J.X. POPGENE, the user-friendly shareware for population genetic analysis molecular biology and biotechnology centre. Edmonton: University of Alberta, 1997. https://sites.ualberta.ca/~fyeh/popgene.html. 25 Abr. 2017.

Zietkiewicz, E.; Rafalski, A.; Labuda, D. Genome fingerprinting by simple sequence repeats (SSR)-anchored PCR amplification. Genomics, v.20, n.2, p.176-183, 1994. https://doi.org/10.1006/geno.1994.1151.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Manoela Mendes Duarte, Antonio Carlos Nogueira, Elisa Serra Negra Vieira

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2018

h5 index: 12

h5 median: 14

Mais detalhes

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.