Eficácia de herbicidas aplicados isolados em pré e pós-emergência no controle de mucuna-preta - DOI:10.5039/agraria.v10i3a5337

Fernanda Nunes Bressanin, Paulo Roberto Fidelis Giancotti, Nelson Neto Jayme, Cárita Liberato Amaral, Pedro Luis Costa Aguiar Alves

Resumo


Com o objetivo de avaliar a eficácia de herbicidas no controle de mucuna-preta conduziu-se quatro experimentos. Para o experimento de controle de mucuna-preta em pré-emergência foram utilizados os herbicidas amicarbazone (1225 g ha-1); tebuthiuron (900 g ha-1) e sulfentrazone (600 g ha-1) e para os experimentos aplicados em pós-emergência, além dos três herbicidas anteriores, foram utilizados2,4 D amina (670 g ha-1); atrazine (3250 g ha-1); carfentrazone-ethyl (35 g ha-1) e mesotrione (132 g ha-1) aplicado isoladamente em pós-emergência em plantas em três diferentes estádios de desenvolvimento: Experimento 1: duas folhas desdobradas (BBCH - 12); experimento 2: sete gemas laterais visíveis (BBCH - 27) e experimento 3: 50% do comprimento máximo alcançado (BBCH - 35). Odelineamento utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições por tratamento. A variável avaliada (eficácia) foi submetida à análise de variância pelo teste F, e as médias, comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. No manejo químico em pré-emergência, verificou-se que os herbicidas amicarbazone e tebuthiuron, proporcionaram 100% do controle das plantas de mucuna-preta. Na pós-emergência, o herbicida amicarbazone controlou 100% da espécie estudada nas três épocas de aplicação; também foi observada a morte das plantas com duas folhas desdobradas (BBCH - 12) pelos herbicidas sulfentrazone e atrazine e pelo tebuthiuron e atrazine em plantas com sete gemas laterais visíveis (BBCH - 27).

Palavras-chave


controle químico; estádio de desenvolvimento; Mucuna aterrima

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Fernanda Nunes Bressanin, Paulo Roberto Fidelis Giancotti, Nelson Neto Jayme, Cárita Liberato Amaral, Pedro Luis Costa Aguiar Alves

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.