Testes de vigor em função de diferentes épocas de colheita de sementes de cevada (Hordeum vulgare L.) - DOI: 10.5039/agraria.v3i4a354

Lilian M. de Tunes, Antonio C. S. A. Barros, Pablo G. Badinelli, Franciéle Olivo

Resumo


O estudo foi desenvolvido no Laboratório de Tecnologia de Sementes da Universidade Federal de Pelotas Estado do Rio Grande do Sul – Campus UFPel, com o objetivo de avaliar a qualidade fisiológica de sementes de cevada colhidas em diferentes épocas. O experimento foi conduzido com sementes de variedades MN 721 e Scarlett. A coleta foi realizada quando as cultivares atingiram grau de umidade inferior a 30% e as plantas estavam com 118, 129 e 140 dias após a semeadura. As sementes foram secadas em estufa com circulação de ar forçado, até atingir 13% de umidade e então, armazenadas em câmara fria, à temperatura de 17°C e umidade relativa de 35%, por um período de 18 dias. Para verificar a diferença na qualidade das sementes foi utilizado o teste de padrão de germinação e o teste de condutividade elétrica, conduzidos á temperatura de 20°C, em diferentes períodos de embebição (1, 3, 6 e 24 h). O procedimento estatístico obedeceu ao delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições estatísticas e esquema fatorial 2 x 3. Pode-se concluir que, o retardamento da colheita causa a depreciação e aumenta a deterioração da cevada no campo e as sementes colhidas com teores de umidade mais elevados são mais sensíveis a perda de qualidade durante a secagem.


Palavras-chave


Hodeum vulgare L.; colheita; umidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Lilian M. de Tunes, Antonio C. S. A. Barros, Pablo G. Badinelli, Franciéle Olivo

SCImago Journal & Country Rank

Google Scholar

2020

h5 index: 11

h5 median: 12

Mais detalhes

“Este periódico é filiado à

Revista Brasileira de Ciências Agrárias (Agrária)

ISSN (ON LINE) 1981-0997

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

agrarias.prppg@ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

 Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Agrária, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons.